Em grave crise financeira, política e institucional e com uma perspectiva de baixa arrecadação em 2020, o Cruzeiro tem pela frente uma difícil reconstrução para a disputa do Campeonato Brasileiro da Série B, principal torneio que o clube estrelado vai disputar no ano que vem.

Com um cenário em que a diretoria terá que diminuir os custos com o futebol, especialmente na folha de pagamento dos jogadores, a utilização de atletas da base passa a ser encarada como fundamental na montagem do elenco para a próxima temporada.

Além de serem fundamentais para compor o plantel, a Raposa espera que as joias formadas no clube possam dar um retorno financeiro à instituição em um momento de recursos escassos.

Em meio a saída de várias peças durante o ano, alguns jovens jogadores foram alçados ao time principal em 2019 e, em sua maioria, corresponderam.

Outras promessas que vêm se destacando nas categorias de base também serão incorporados ao time de cima em 2020.

Goleiro

Com salários altos para a atual situação do Cruzeiro, é possível que Fábio ou Rafael, ídolos da torcida não permaneçam no clube ano que vem.

Dessa forma, Vitor Eudes, de 21 anos, assumiria o posto de segundo goleiro. Com 1,94, Eudes é considerado dentro do clube como um atleta com um futuro bastante promissor.

Com passagens pelas seleções de base do Brasileiro, o arqueiro ainda não estreou pelo time principal.

Vitor Eudes CruzeiroGoleiro Vitor Eudes ainda não estreou pelo time principal

Laterais

Na lateral direita, as permanências de Orejuela e Edilson, que dominaram o setor este ano, são uma incógnita. No caso do primeiro, a Raposa tem até o final de dezembro para exercer a prioridade no direito do jogador, que está emprestado pelo Ajax, da Holanda.

Para ficar com o colombiano, a Raposa terá que desembolsar R$6,88 milhões.

Já no caso de Edilson, dois fatores tornam improvável a permanência do jogador na Toca da Raposa II: o alto salário e o desgaste com parte da torcida e da diretoria durante a campanha que culminou com a queda da equipe celeste à Série B.

Com tais indefinições, Weverton, de 20 anos está nos planos para o ano que vem. Também com passagem pelas seleções de base, o garoto acumula cinco jogos pelo time de cima do Cruzeiro.

Weverton Cruzeiro

Lateral direito Weverton, em treino na Toca da Raposa II

Zagueiros

Na zaga, três nomes aparecem como figuras certas para compor o setor em 2020. Cacá, de 20 anos, teve ótimo desempenho na temporada, mesmo sendo lançado em meio ao péssimo momento da equipe do torneio.

Com 22 jogos no currículo, vai iniciar a próxima temporada com moral e com status de titular.

Quem também teve desempenho elogiado neste ano foi Fabrício Bruno. Mais experiente que o colega, Fabrício tem 23 anos e 34 jogos pela Raposa. A personalidade e a postura nos momentos de crise também contribuíram para que o jogador seja considerado peça importante na restruturação da equipe.

Aos 19 anos, e ainda sem estrear no time principal, Edu também deve ganhar espaço no elenco, especialmente em caso de saída dos experientes Léo e Dedé, que também têm permanência incerta em função dos altos vencimentos.

Cacá CruzeiroZagueiro Cacá foi um dos poucos que se salvaram no fiasco de 2019

Meio-campo

O meio-campo da Raposa também sofrerá muitas mudanças. Nomes como Thiago Neves, Ariel Cabral, Rodriguinho e Marquinhos Gabriel, que também oneram bastante os cofres do clube têm boas chances terem um 2020 longe da Toca II.

Nesse caso, três nomes certamente serão muito aproveitados. Com 27 jogos e boas atuações, o volante Éderson, já é considerado um dos pilares da equipe. Aos 20 anos, o jogador foi um dos poucos que se salvaram no fiasco de 2019.

Na mesma posição, Adriano, também de 20 anos, é outra promessa que possivelmente vai ganhar mais minutos em campo ano que vem. Muito elogiado pelos técnicos de base da Raposa, o atleta está integrado ao elenco principal há alguns meses, mas ainda não estreou.

Já na armação das jogadas, a bola da vez é Maurício. Nome muito pedido pela torcida em meio ao péssimo momento dos medalhões no Brasileirão, o meia, de apenas 18 anos, acumula nove jogos e um gol pela Raposa. Frequentemente chamado para a seleção Sub-20, o meia tem tudo para ganhar uma sequência na equipe celeste no próximo ano.

Maurício Cruzeiro

Meia Maurício é uma das esperanças da torcida celeste para 2020

Ataque

O ataque talvez tenha sido o setor mais questionado pela torcida celeste neste ano. O pífio desempenho do setor ofensivo colocou nomes como Fred, Sassá e David na berlinda. Com o salário altíssimo para o atual momento do Cruzeiro, o camisa 9 dificilmente permanecerá no clube. Já os demais, tem a presença incerta para o próximo ano. Lembrando que Pedro Rocha não terá o empréstimo com o Lokomotiv, da Rússia renovado e também está de saída.

Assim, dois nomes surgem como esperança da torcida para ajudar a formar um ataque mais forte em 2020.

Artilheiro na base, Vinícius Popó, de 18 anos, atua como centroavante e soma cinco jogos pelo time principal. A força física e os expressivos números nas categorias inferiores geram uma boa expetativa dos cruzeirenses em relação a Popó.

Já Welinton, de 20 anos, tem a característica de atuar mais pelos lados do campo. Mesmo treinando com o elenco de cima há alguns meses, ainda não recebeu a primeira oportunidade de atuar com os companheiros mais experientes.

Vinícius Popó CruzeiroAtacante Vinícius Popó tem grande destaque nas categorias de base da Raposa

Fonte:https://www.hojeemdia.com.br/esportes/a-base-salva-confira-quem-s%C3%A3o-os-jovens-que-dever%C3%A3o-ganhar-espa%C3%A7o-no-cruzeiro-em-2020-1.762309