Dica do Dia..

Os peelings químicos consistem na aplicação de agentes que destroem as camadas superficiais da pele, seguindo-
se, então, da sua regeneração, com uma aparência geral melhorada. É uma forma de esfoliar e acelerar a
renovação da pele. Conforme a profundidade da ação do produto utilizado, podem ser classificados como
superficial, médio e profundo. Os peelings superficiais precisam ser feitos em séries, e sua descamação
costuma ser fina, enquanto os médios e profundos são realizados em aplicações únicas, com descamação mais
intensa e formação de crostas.
A descamação ativa um mecanismo biológico que estimula a renovação e o crescimento celular, através
de alterações profundas na arquitetura celular, tais como: aumento da espessura da epiderme; diminuição
da quantidade de melanina depositada; aumento na produção de fibras colágenas e na irrigação sangüínea;
aumento na permeabilidade cutânea, favorecendo a penetração de princípios ativos coadjuvantes no tratamento
pós peeling.
Cada paciente deve ser avaliado pelo dermatologista que indicará o melhor tratamento.
Para sua segurança não realize esse procedimento em casa. Procure sempre um profissional qualificado,
pois a utilização indevida destes produtos pode causar queimaduras graves e cicatrizes irreversíveis.
Quer realizar o procedimento com eficiência e segurança?

Fonte:https://www.facebook.com/dra.anagalizzi/

Facebook Comments

Deixe uma resposta