Atletas de Taekwondo fazem campanha para disputar campeonato no Chile

Com balas, paçocas e água eles tenta arrecadar o dinheiro para fazer a viagem que custa em média R$ 2.600 por atleta

Falcão Taekwondo / Divulgação

Em busca do sonho de disputar um campeonato de taekwondo no Chile, 15 atletas mineiros de baixa renda realizam uma campanha nas redes sociais e pedem ajuda nos semáforos de Belo Horizonte. Com balas, paçocas e água eles tenta arrecadar o dinheiro para fazer a viagem que custa em média R$ 2.600 por atleta. A ideia é conseguir também um patrocínio para arrecadar todo o valor almejado.

“Todos esses atletas fazem parte de um projeto social que atende crianças e jovens de baixa renda e em vulnerabilidade em bairro de Belo Horizonte. Cobramos um valor simbólico de R$ 30 de mensalidade e alguns alunos que não podem pagar, nós nem cobramos. Esse valor serve para arcar com custos como ônibus para campeonatos, mas não dá para realizarmos essa viagem”, explicou Juliana Lima, professora que idealizou a campanha.

A professora contou que os atletas que fazem parte do projeto têm entre 12 e 21 anos. Dos quinze que pretendem viajar as idades variam entre 12 e 15 anos. Para ela, a oportunidade de ir para outro país pode melhorar a vida dos meninos e meninas do projeto. O campeonato já começa em outubro, mas eles precisam arrecadar o dinheiro até o fim deste mês. No entanto quanto antes melhor, já que as passagens podem encarecer.

“É uma chance deles conhecerem outro país e deles poderem sonhar. Representar o Brasil em um campeonato em outro país é muito significativo para esses atletas. Inserindo eles nos esportes nós conseguimos evitar que esses jovens caiam na criminalidade, porque como vivem em área de vulnerabilidade

Quem quiser ajudar esses jovens pode entrar em contato com Juliana pelo telefone (31) 99175-2099.

Fonte:Jornal O Tempo

Facebook Comments

Deixe uma resposta