Pular para a barra de ferramentas

Pense Nisso..

Deu para entender?
Fique se essa for sua escolha. Vá, se preferir assim. Só não vem com essa manipulação de chantagem pra cá, pressão psicológica pra lá. Ninguém tem dívida com ninguém aqui. Permanecer junto é uma opção que deve acontecer por livre e total vontade. Se algo aconteceu, o amor abalou, acabou, não sobreviveu e você não tem certeza se quer continuar, faça valer a sua decisão, honre o que sente e se posicione, sem prolongar tortura, mobilização de sentimento de culpa, desgastando o emocional.
Essa história de “só fico com você se…”, “depois do que me fez, você precisa fazer isso ou aquilo”, “me prove que vale a pena ficar contigo”, “ainda não sei se devemos ficar juntos, me convença”… Não está com nada, hein?
Aceitar essa situação e manter-se nessa dinâmica patológica é perder-se de si. Quem quiser ficar com você, estará. Não entre na roubada de se despersonalizar, se humilhar, se despedaçar para manter alguém por perto, fazê-lo inteiro, dar-lhe segurança, garantias, pelo insuportável receio de viver o abandono e a perda.
Você não precisa disso.
~ Pamela Magalhães

A imagem pode conter: texto

Foto:Reprodução/Facebook

Facebook Comments

Deixe uma resposta