De um convite feito porum amigo, surgiu “Negro Amor”, show solo que o músico Heberte Almeida apresenta no sábado, no Suricato. Instrumentista na maior parte do tempo – ele toca nas bandas Pelos e no Projeto Manobra – Almeida conta que a apresentação é uma chance de explorar também novas possibilidades.

“Esse show chegou da oportunidade de ser intérprete”, diz ele, que conta que o gosto pelo canto sempre esteve presente. “Foi uma revelação para mim. Talvez eu estivesse esperando para cantar minhas músicas e também outras que gosto”, conta ele. “É um desafio estar ali na frente do trabalho, dialogando e propondo coisas para o público, mas também é muito motivador”, ressalta.

No repertório, que inclui releituras e canções autorais, o músico canta sobre o amor, seus percalços e alegrias. Tudo isso, trazendo elementos do universo da música negra. “Quando fui selecionando o repertório, decidi focar em vozes negras”, explica.

Mas a empreitada solo – que completa um ano em 2018 – rende também outros frutos. Experimentando sonoridades como o samba e a soul music, Almeida prepara também um disco para 2019, fruto das composições feitas durante o projeto. “Devo experimentar um pouco mais esse repertório e gravar uma ou duas músicas ainda esse ano”, adianta.

Dois em Um

Além de Heberte, o músico Robert Frank (vocalista da banda Pelos) apresenta o show solo “Música de Cabeceira”, trazendo releituras e revisitando sua carreira. “Essa apresentação tem uma questão interessante. São dois shows ininterruptos. Começamos juntos, num momento cada um apresenta seu show, depois cantamos juntos de novo. São duas horas sem parar de música”, destaca.

Serviço: Heberte Almeida /Robert Frank no Suricato (Rua Souza Bastos, 175 – Floresta), sábado, às 19h. Ingressos: R$ 12

Fonte:www.hojeemdia.com.br