PERSONALIDADE/ Glória Pires elege seus principais papeis na televisão e no cinema

Em 2018, a atriz completa cinco décadas de atuação em uma carreira versátil

glória pires

Lista. Gloria Pires elege três trabalhos na TV e dois no cinema com os mais importantes de sua carreira

Questionada sobre a importância de seu trabalho para a dramaturgia nacional, ela brinca: “Não sou capaz de opinar”. A frase foi dita por ela várias vezes durante a transmissão do Oscar, em 2016, quando foi chamada para comentar a premiação e virou piada na internet. Embora tenha dificuldades para falar de si mesma, Gloria elegeu os trabalhos que merecem destaque em sua trajetória. “Pela ordem, o meu top 5 é: ‘Memorial de Maria Moura’, ‘Vale Tudo’, os filmes ‘Nise, o Coração da Loucura’ e ‘Flores Raras’, e a novela ‘Mulheres de Areia’. São trabalhos que me marcaram muito em todos os sentidos, seja pela história, pelo perfil da personagem, pelos colegas com quem atuei”, analisa a artista.

Atualmente, Gloria encara um desafio completamente diferente em sua carreira, a personagem Duda, de “O Outro Lado do Paraíso” (Globo), sua primeira trama com o autor Walcyr Carrasco. “Ela é forte. Não tenho lembrança de ter feito nada como a Duda, com tantas mudanças, tantas reviravoltas, coisas bem radicais. Após 50 anos de carreira, está sendo maravilhoso. Adoro sair da zona de conforto. Com meus 54 anos, poder fazer algo realmente novo, é muito bom”.

Na história, a mulher já participou de um assassinato, fugiu, foi presa, mudou de identidade, fingiu a própria morte, achou a filha que não via há anos e ainda deverá ter mais viradas. “Há muito tempo não escutava as pessoas dizerem com ênfase como uma trama está boa. É uma recepção maravilhosa e assustadora, no bom sentido”, fala Gloria, que afirma tentar desligar de sua personagem ao chegar em casa.

Ultimamente, além de Duda, outra personagem muito famosa que interpretou lhe rende frutos: Maria de Fátima, a golpista de “Vale Tudo” (Globo, 1988). “Está fazendo 30 anos que a novela foi ao ar pela primeira vez, e as pessoas amam a Maria de Fátima até hoje. No ano passado, eu recebia direto uma cena dela com a Regina Duarte pelo WhatsApp. É uma personagem bem atual e que adoro”.

Especialistas destacam trajetória

A importância de Gloria Pires para a dramaturgia é muito grande, como explicam especialistas em televisão. “É uma atriz que cresceu com a TV. Iniciou com apenas 5 anos na antiga Excelsior. Na carreira dela, de maneira geral, há bons papéis de mocinhas e vilãs”, diz o pesquisador e professor de transmídia na Faculdade Cásper Líbero Julio Cesar Fernandes. Para o diretor do Museu da TV, Elmo Francfort, Gloria personifica a evolução da teledramaturgia. “Desde criança até os dias atuais, pudemos ver o crescimento de uma atriz que se reinventa sempre”, aponta o especialista.

Fonte:www.otempo.com.br

Facebook Comments

Deixe uma resposta