Pense Nisso..

Sim, tem gente que passa pela nossa vida, deixa um pouco de si, leva um pouco de nós e faz toda a diferença. Enquanto outras pessoas simplesmente passam, não prolongam, não investem muita energia, tempo ou sentimento. Fazem só uma passadinha mesmo, coisa rápida, tipo uma visitinha médica.
Portanto, vamos aceitar e realizar isso. Imagine que muitas vezes funcionamos como “pontes”, isso! Pontes facilitadoras de alguns encontros, desfechos e resgates. Assim como outras pessoas possam ter a mesma função em nossas vidas. Nem todo mundo que atravessa a ponte quer estar nela, com ela, se interessará em contemplá-la, valorizá-la e se encantará ao ponto de permanecer por lá algum período. Às vezes passar por ali foi preciso, um caminho necessário e que tornou viável outros acessos e situações.
Deixe que algumas pessoas simplesmente passem por você, não insista que fiquem, se essa intenção não for espontânea. Até porque, não vai adiantar, só fica com a gente quem realmente quer e esse desejo vem do coração, não se força nem obriga é visceral, espontâneo e inexplicável.
Deixe ir quem tiver que ir embora e abrace e permita-se viver intensamente com aquele que decidiu ficar. Aliás, dê atenção especial àqueles que você encontra e reencontra nessa vida. Àquelas pessoas que por mais oportunidades que tenham tido de passar batido, sumir e evaporar mundo à fora, escolhem ficar com você ou então, outras que vira e mexe ressurgem pelo seu caminho sem qualquer explicação plausível. Há algo que vocês precisam ter, resgatar juntos e todas as evidências dessa história já provaram que não se trata somente de uma simples passadinha…
Por: Pamela Magalhães Psicóloga

Foto:Reprodução

Facebook Comments

Deixe uma resposta