Pular para a barra de ferramentas
 

Dica do dia…

Depois que a gente aprende de uma vez por todas a encarar quem realmente temos na nossa frente, sem misturar as projeções dos nossos desejos, aquilo que gostaríamos que fosse ou o que julgamos merecer, se torna mais clara a realidade e passamos a enxergar o que o outro é, o que verdadeiramente dispõe, como contribui para a interação conosco, e então fica mais fácil diferenciar quem realmente vale a pena de quem é perda de tempo. As pessoas que devemos ter por perto, serão aquelas que têm uma sintonia parecida com a nossa e portanto conferem equilibrio ao interagirem conosco. Investem parecido, nos percebem, consideram, contribuem, são proporcionais nos afetos, intenções e interesses. O que diga-se de passagem é coisa boa demais… Bem diferente do que essas outras pessoas, que vezes ou muitas vezes, insistimos em manter na nossa vida, que estão sempre em falta, deixando a desejar, rasas em seus recursos e vazias de interesse.
Teimamos em esperar, alimentando expectativas ilusórias por alguém que dificilmente dispõe de recursos para corresponder nossos desejos, o que de fato a gente mereça, nos mantendo estimulados em discretas reações, normalmente frutos da nossa persistência ou reflexos das famosas “forçações de barra”.
~ Pamela Magalhães

Facebook Comments

Sistema J1

Deixe uma resposta

Next Post

Foragido da Justiça é preso no bairro Niterói em Divinópolis

dom dez 31 , 2017
Um homem de 26 anos foi preso na madrugada deste domingo (31), no bairro Niterói em Divinópolis. De acordo com a PM, a prisão aconteceu durante patrulhamento pela Rua Francisco de Carvalho, quando o homem foi abordado em atitude suspeita. Ainda conforme a polícia, Eduardo Pacífico Bessa e Silva de […]