Pular para a barra de ferramentas

EX-PREFEITO DE BH Marcio Lacerda é suspeito de receber vantagens indevidas/ Ex-prefeito de Belo Horizonte aparece em uma petição aberta por Fachin e será investigado na primeira instância

Politica - Belo Horizonte, Mg. Coletiva do Governo Marcio Lacerda na tarde desta quarta feira (21) apresenta balanco do mandato. Fotos: Leo Fontes / O Tempo - 21.12.16

Marcio Lacerda é suspeito de receber vantagem indevidas
O ex-prefeito de Belo Horizonte, Marcio Lacerda (PSB), também entrou no rol de suspeitos de receber vantagens eleitorais indevidas após a divulgação dos inquéritos e petições abertos pelo ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF).

Segundo as denúncias, Lacerda teria recebido pagamentos não contabilizados para financiar suas campanhas para a prefeitura em 2008 e em 2012. A assessoria do ex-prefeito nega as irregularidades.

Marcio Lacerda é o sétimo mineiro citado nas delações de ex-executivos da Odebrecht. Ao contrário dos outros mineiros, porém, o caso do ex-prefeito será o único a vir para Minas Gerais.

Na petição de número 6775, Fachin determinou que a investigação envolvendo Lacerda seja remetida ao Ministério Público Federal em Minas.

No STF serão investigados os senadores Aécio Neves (PSDB) e Antonio Anastasia (PSDB), o deputado federal Dimas Fabiano (PP), o ex-presidente da Codemig Oswaldo Borges da Costa Filho e o marqueteiro das campanhas de Aécio, Paulo Vasconcellos.

Já a menção ao nome do governador Fernando Pimentel (PT) será apurada no Superior Tribunal de Justiça (STJ).

A petição

Segundo o STF, a petição foi instaurada com base nos depoimentos de Sérgio Luiz Neves e Benedicto Barbosa da Silva Júnior, que relataram ao Ministério Público o pagamento de vantagens indevidas, não contabilizadas, no âmbito da campanha eleitoral para a Prefeitura Municipal de Belo Horizonte nos anos de 2008 e 2012, em favor de Lacerda.

O documento também cita repasses efetuados no ano de 2014, com o intuito de saldar dívidas de campanha. A petição não detalha os valores que teriam sido repassados ao ex-prefeito.

Como não há menção a crimes praticados por autoridades detentoras de foro privilegiado, Fachin determinou o encaminhamento da apuração dos fatos à Procuradoria da República em Minas Gerais. Assim, seu caso deve ser julgado pela Justiça Federal de primeira instância.

Posição de Lacerda

Em nota, a assessoria do ex-prefeito informou que Lacerda “não teve conhecimento do teor do documento em que foi citado”.

“Mas, desde já, esclarece que não houve qualquer irregularidade em suas contas de campanha. Não houve, também, propina, troca de favores ou recebimento de quaisquer vantagens indevidas”, diz o texto. A assessoria de Lacerda acrescentou ainda que, “durante os oito anos de sua gestão, o ex-prefeito Marcio Lacerda realizou uma administração honesta, transparente e sem escândalos”.

Fonte:http://www.otempo.com.br/capa/pol%C3%ADtica/marcio-lacerda-%C3%A9-suspeito-de-receber-vantagens-indevidas-1.1459959

Facebook Comments

Deixe uma resposta