Pular para a barra de ferramentas

EM CONTAGEM Briga entre torcidas do Atlético e Cruzeiro acaba com um apedrejado

Pancadaria, iniciada por volta das 12h, aconteceu na avenida João César de Oliveira; torcedor agredido foi encaminhado para a nova UPA JK

1

Militares estão neste momento escoltando torcedores do Cruzeiro para a estação do metrô de Contagem

Faltando menos de três horas para o clássico entre Atlético e Cruzeiro pelo Campeonato Mineiro, que ocorre na tarde deste sábado (1º), no Mineirão, a Polícia Militar de Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte, já registrou uma briga generalizada entre as torcidas rivais, na avenida João César de Oliveira, no bairro Eldorado, em Contagem.

Segundo militares do 39º Batalhão de Contagem e do 2º Batalhão de Eventos da cidade, que atenderam a ocorrência, por volta das 12h, torcedores do Atlético, armados com pedras e madeiras, pararam um ônibus vindo de Betim, em frente à sede da Mafia Azul, que fica na avenida. Eles teriam descido do veículo provocando os torcedores do time rival. Uma pancadaria, envolvendo cerca de 50 pessoas, foi iniciada.

Durante a briga, um torcedor, ainda não identificado, foi atingido com uma pedrada na cabeça. A vítima foi socorrida e levada para a nova UPA JK, em Contagem. Os militares informaram que ele estava consciente e que os ferimentos não eram graves.

Diversas viaturas e um helicóptero da PM foram deslocados para o endereço. De acordo com os militares, a pancadaria foi controlada rapidamente. Depois da confusão, uma moradora ligou para a PM informando que presenciou torcedores do Cruzeiro quebrando passeios para retirar pedaços de pedras. Um ônibus com torcedores do Cruzeiro está sendo escoltado neste momento para a estação do metrô de Contagem.

“Após os torcedores dispersarem do local, tivemos a informação que alguns deles estavam descendo a avenida João César, possivelmente para se encontrar na estação do metrô para continuar a pancadaria. Por isso, continuamos monitorando a situação”, afirmou um militar do 39º Batalhão da PM.

Fonte:www.otempo.com.br

Facebook Comments

Sistema J1

Deixe uma resposta