Pular para a barra de ferramentas

Mais de 20 pessoas internadas sob suspeita de febre amarela em Minas

Sobe para 21 o número de pessoas internadas com suspeita de contaminação por febre amarela em Minas. A confirmação foi dada no domingo (15) pela Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (Fhemig).

Os pacientes, que são do interior do Estado, regiões do Vale do Rio Doce e Mucuri, estão internados no Hospital Eduardo de Menezes, no Barreiro, em Belo Horizonte, unidade referência em tratamento de doenças infecto-contagiosas em Minas.

Segundo a Fhemig, a última paciente a dar entrada na unidade de saúde chegou nesse sábado (14) e se trata de uma mulher.Ainda de acordo com a Fhemig, três pacientes estão internados no Centro de Terapia Intensiva (CTI).

No sábado, a Prefeitura de Belo Horizonte realizou uma força-tarefa no entorno da unidade de saúde. Fumacê está sendo utilizado para evitar o aparecimento de mosquitos que podem transmitir a febre amarela. Também é instalado na unidade, telas de proteção para impedir a passagem de insetos.

Nesta segunda-feira (16), serão instaladas telas com inseticidas nas alas do hospital que recebem os pacientes com suspeita da doença e também na creche da instituição. Também foram instaladas armadilhas, chamadas ovitrampras, que têm cor e cheiro que podem atrair a fêmea do mosquito e possibilitam avaliar a concentração de ovos.

A Secretaria Municipal de Saúde de BH informou que não existe nenhum caso confirmado da doença na capital e que todos os 150 postos de saúde estão abastecidos com a vacina contra a febre amarela.

Dados

Balanço divulgado na última sexta-feira (13) mostra que 38 pessoas morreram em Minas com suspeita da doença. A Secretaria de Estado de Saúde (SES) investiga outros 133 casos. Por causa do surto, o governador de Minas, Fernando Pimentel decretou na última sexta-feira situação de emergência em 152 municípios.

Imagem ilustrativa

Fonte:Sistema MPA

Facebook Comments

Deixe uma resposta