Pular para a barra de ferramentas

Último resgatado, Neto tem volta a Chapecó confirmada para quinta-feira

Jogador é o único sobrevivente de acidente da Chape que ainda está na Colômbia

Por SporTV.comRio de Janeiro

Único sobrevivente do acidente aéreo com a Chapecoense na Colômbia, o zagueiro Neto deixará Medellín nesta quinta-feira com destino a Chapecó. Com uma boa evolução no quadro clínico, o jogador deixará a unidade semi-intensiva ainda nesta quarta-feira, segundo o médico Edson Stakonsk, que atualizou o boletim médico do jogador em entrevista ao lado de médicos colombianos. Neto foi a última vítima a ser resgatada com vida após a queda do avião, há 15 dias (assista ao vídeo).

– Estamos organizando a transferência do Neto. Ele está bem, evoluiu muito bem nos últimos dias, vamos transferi-lo hoje (quarta) para um quarto e estamos programando a transferência dele para amanhã de manhã (9h de quinta, no horário de Medellín, e meio-dia no Brasil) – explicou.

Neto está na Colômbia/Foto:Cleberson Silva(Chapecoense)

Segundo o médico, a aeronave na qual o jogador será trazido para o Brasil está a caminho da Colômbia. O voo de volta prevê parada em Manaus antes de seguir para a cidade catarinense, para onde já foram levados o lateral-esquerdo Alan Rushel e o jornalista Rafael Henzel – eles desembarcaram na noite de quinta e estão internados em um hospital da cidade.
– O avião deve estar decolando do Brasil e chegar por volta de 20h de hoje (23h de Brasília) e quinta de manhã começamos a mobilizar. Devemos decolar daqui às 9h (meio-dia no Brasil) – explicou.

A recuperação do zagueiro surpreendeu os médicos. Na terça-feira, Neto foi submetido a uma tomografia do tórax, e o resultado foi positivo, sem sinais de infecção.

– Ele está bem, evoluiu muito bem. As intervenções tomadas surpreenderam pela resposta, ele saiu de todo estado de ventilação mecânica. Nos exercícios que a gente faz com ele, ele tem uma capacidade pulmonar muito bom (…) Estamos muito confiantes e esperamos terminar essa missão nos próximos dias.

O quarto brasileiro entre os sobreviventes é o zagueiro Jackson Follmann, o primeiro a ser trazido para o Brasil. O jogador, que teve parte da perna direita amputada, foi transferido para São Paulo, onde segue internado no Hospital Albert Einstein, onde passou por uma cirurgia na coluna cervical. A previsão é que ele seja transferido a Chapecó entre sexta e sábado.

Facebook Comments

Deixe uma resposta