Conheça a doença que afeta celebridades como Kim Kardashian e Cameron Diaz

A psoríase afeta 5 milhões de pessoas no Brasil, mas boa parte da população ainda desconhece a efermidade

ANGELA WEISS/AFP
Em 2010, Kim Kardashian revelou ter psoríase e relatou os medos da doença (foto: ANGELA WEISS/AFP)
A Organização Mundial de Saúde (OMS) estabeleceu que 29 de outubro é o Dia Mundial da Psoríase. O objetivo é difundir informações sobre a doença e buscar melhoria da qualidade de vida dos portadores. De acordo com dados da ONG Psoríase Brasil, a doença afeta mais de 125 milhões de pessoas ao redor do mundo. Só como exemplo, algumas celebridades, como Kim Kardashian, Cara Delevingne e Cameron Diaz, sofrem com esse problema. Trata-se de doença inflamatória, imunomedida, crônica e não contagiosa.
Uma das estrelas de The keeping up with the Kardashians, reality show exibido pelo canal E!, Kim Kardashian revelou, em 2010, que tinha psoríase, e, até hoje, continua batalhando para controlar a doença. Na época, a socialite tinha medo de que isso atrapalhasse a sua carreira. Mas depois de tantos anos, ela se acostumou e aprendeu a conviver com isso.
Enquanto isso, aqui no Brasil, aproximadamente, 5 milhões de pessoas são afetadas pela doença. De acordo com o dermatologista Lucas Miranda, a psoríase pode se caracterizar por manchas vermelhas e descamativas na pele. Normalmente, se manifesta no couro cabeludo, cotovelos ou joelhos.

CAUSAS

Segundo o especialista, não há uma causa exata para a ocorrência da psoríase. Alguns estudiosos acreditam que a genética tenha papel fundamental. Além disso, existem alguns fatores de risco, como, por exemplo, obesidade, infecção bacteriana e estresse, que podem influenciar.

TRATAMENTO

Assim como em qualquer doença, a psoríase apresenta diferentes graus de intensidade e cada um deles pode determinar a forma de tratamento. Normalmente, em casos mais leves, de acordo com o dermatologista, apenas passar um hidratante já basta. Porém, nos casos mais graves é necessário o uso de medicamentos para o controle da doença.
O médico ainda relembra que a psoríase não tem cura. É uma doença recorrente, mas é possível fazer controle. “Além de procurar um especialista, é importante que a pessoa passe hidratante e procure sempre tomar um pouco de sol – de 10 a 15 minutos – nos horários apropriados”, ressalta Lucas Miranda.
Para o dermatologista, a maior dificuldade da psoríase não é definir a causa ou o tratamento. O grande problema da doença é o isolamento social, uma vez que parte da população não conhece muito a respeito da psoríase. Dessa forma, na visão de Lucas, também é importante combater o preconceito.
* Estagiária sob a supervisão da subeditora Elizabeth Colares
Fonte:https://www.uai.com.br/app/noticia/saude/2018/10/19/noticias-saude,235942/conheca-a-doenca-que-afeta-celebridades-como-kim-kardashian.shtml
Facebook Comments

Deixe uma resposta